Desperta seu sorriso saudável

grávida

Grávidas podem fazer obturação?

Sim. É possível que as grávidas possam passar por esse tipo de procedimento. Mas o primeiro passo é saber que o seu dentista precisa ter consciência da sua condição de gestante. Isso porque baseado nisso ele poderá escolher os melhores materiais e, até mesmo, ponderar a urgência do procedimento.

Qual tipo de obturação adotar nas grávidas?

São dois os tipos de obturação. O primeiro é a de amálgama, uma substância composta por mercúrio, que são ligas de metais. São compostas por 50% de prata, zinco e cobre e os demais 50% de mercúrio. Em uma obturação não tão qualificada de amálgama, o mercúrio pode evaporar em temperatura ambiente. E, dentro da boca, poderá fazer com que a pessoa absorva o gás tóxico e acumule o mercúrio no organismo.

A segunda opção são as de resina, que não contém substâncias tóxicas na sua composição. Esta segunda tem sido a mais adotada por profissionais nos casos das gestantes, tendo em vista que além de proporcionarem um melhor acabamento estético, não oferecem riscos à saúde. No entanto, esta opção possui um tempo útil e possivelmente precisará ser trocada.

Obturação em grávidas: é possível realizar esse procedimento?
Tipos de obturação para grávidas.

Nos casos de procedimento, é possível tomar anestesia?

Sim. Apesar de ainda ser um tema com certa polêmica, existe um acordo que determina que o anestésico possa e deva ser o mais efetivo à gestante. Nesse caso, a anestesia local deve conter agentes vasoconstritor na sua composição, o que vai reduzir a absorção do sal anestésico na corrente sanguínea. Essa condição reduz a sua toxicidade, além de aumentar o tempo de duração da anestesia. No entanto, todos os anestésicos locais atravessam facilmente a placenta, por conta da sua lipossolubilidade (facilidade em penetrar uma membrana biológica).

Ou seja, não é por estar grávida que você não poderá realizar procedimentos dentários. A condição de gestante, no entanto, demanda um maior cuidado por parte do dentista, que deve dialogar com o seu médico.

grávida alisando a barriga
A condição de gestante demanda mais cuidados por parte do dentista.

Então, sabendo que diversas alterações podem acontecer na saúde bucal das gestantes durante a gravidez, motivadas pela constante alteração hormonal no organismo, como inchaço nas gengivas, sangramentos e até mesmo irritação na boca. Se não tratada de forma precoce e eficiente, uma inflamação nas gengivas pode resultar em um parto prematuro. Ou seja, como já tratamos anteriormente, nessa condição, o trabalho preventivo não só é permitido, como é fundamental para a saúde bucal das grávidas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.