Desperta seu sorriso saudável

Para alguns pode parecer uma tarefa difícil, porém despertar na criança a importância de cuidar da saúde bucal pode ser mais fácil do que se imagina. Antes de tudo, é preciso ter em mente que meninos e meninas que aprendem a cuidar da higiene oral desde cedo manterão este hábito pelo resto da vida. Também vale lembrar que higiene bucal diz respeito não somente à boca.

É no primeiro ano de vida que se estabelecem os hábitos de higiene oral. Por isto, qualquer descuido nesta fase pode ser determinante para a saúde bucal da criança, podendo levar ao aparecimento de cáries, problemas gengivais e mau encaixe entre os dentes, entre outros. No entanto, tudo isto pode ser prevenido e evitado com uma primeira consulta ao dentista.

Não esqueça que a educação e a motivação odontológica são ferramentas importantes. Desta forma, além de atitudes preventivas serem incorporadas à rotina familiar, a escola também deve ser vista como uma aliada indispensável para gerar na criança o interesse pela manutenção da saúde oral.

Os dois ambientes podem realizar medidas de educação para os cuidados com a boca. Porém, pelo fato de o ambiente escolar apresentar um espírito favorável para absorção das informações, tanto nos aspectos físicos quanto humanos, a introdução da figura do dentista em um ambiente como este tornará a adaptação da criança ao consultório mais fácil.

É na escola que os pequenos poderão aprender, com a ajuda do odontopediatra, sobre técnicas corretas de escovação, desenvolvimento da cárie, a quantidade de creme dental, o uso do fio dental e do flúor, entre outras questões. Mas vale destacar que o papel da família é fundamental para absorção destas informações. Mais do que cobrar boas atitudes das crianças, os adultos devem ser vistos como exemplos a serem seguidos.




…

Despertar cuidados de higiene nas crianças é uma forma de preservar a saúde bucal

Para alguns pode parecer uma tarefa difícil, porém despertar na criança a importância de cuidar da saúde bucal pode ser mais fácil do que se imagina. Antes de tudo, é preciso ter em mente que meninos e meninas que aprendem a cuidar da higiene oral desde cedo manterão este hábito pelo resto da vida. Também vale lembrar que higiene bucal diz respeito não somente à boca.

É no primeiro ano de vida que se estabelecem os hábitos de higiene oral. Por isto, qualquer descuido nesta fase pode ser determinante para a saúde bucal da criança, podendo levar ao aparecimento de cáries, problemas gengivais e mau encaixe entre os dentes, entre outros. No entanto, tudo isto pode ser prevenido e evitado com uma primeira consulta ao dentista.

Não esqueça que a educação e a motivação odontológica são ferramentas importantes. Desta forma, além de atitudes preventivas serem incorporadas à rotina familiar, a escola também deve ser vista como uma aliada indispensável para gerar na criança o interesse pela manutenção da saúde oral.

Os dois ambientes podem realizar medidas de educação para os cuidados com a boca. Porém, pelo fato de o ambiente escolar apresentar um espírito favorável para absorção das informações, tanto nos aspectos físicos quanto humanos, a introdução da figura do dentista em um ambiente como este tornará a adaptação da criança ao consultório mais fácil.

É na escola que os pequenos poderão aprender, com a ajuda do odontopediatra, sobre técnicas corretas de escovação, desenvolvimento da cárie, a quantidade de creme dental, o uso do fio dental e do flúor, entre outras questões. Mas vale destacar que o papel da família é fundamental para absorção destas informações. Mais do que cobrar boas atitudes das crianças, os adultos devem ser vistos como exemplos a serem seguidos.

img


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.