Desperta seu sorriso saudável

Ancoragem? Já ouviu falar? É uma técnica da Programação Neuro Linguística (PNL) que tem conquistado vários adeptos, atualmente. Deixa eu tentar explicar de maneira simples. O termo ‘Ancoragem’, vem mesmo de âncora, aquela que segura o navio em um determinado lugar. A PNL diz que, naturalmente, o cérebro da gente já cria âncoras mentais, de forma automática. Por exemplo: você está dirigindo seu carro e percebe a luz vermelha do sinal de trânsito. O que você tende a fazer, de forma imediata, sem nem pensar? Frear, né? Aquele estímulo te leva a esse pensamento e reflexo. Mas, estudos mostram que a gente pode programar o cérebro com as âncoras que a gente quiser.

De acordo com com a Psicóloga Alessandra Reis, “Ancoragem seria uma técnica de programação mental feita por meio de exercícios mentais, ligados a estímulos específicos, capazes de ligar situações a sentimentos. É como você pegar sua música favorita, colocar pra tocar e começar a criar imagens e sensações boas, enquanto ouve. Você faz isso, uma, duas, três vezes por dia até o cérebro registrar, ou seja, criar uma âncora e toda vez que você ouvir essa música, vai sentir aquelas mesmas sensações prazerosas”, explica.

Ainda segundo Alessandra, a prática da ancoragem é muito utilizada em situações que possam trazer estresse. “Ir ao dentista, por exemplo. Pra muitas pessoas, independente de serem crianças ou adultos, ter que ir a uma clínica cuidar dos dentes é uma situação que traz tensão e alto nível de estresse. Lançar mão de uma âncora nesse momento, poderia aliviar. No caminho para o consultório, você vai ouvindo aquela música que você gosta e que te remete (depois de treinos) a sentimentos bons, prazerosos e relaxantes. A tendência é você chegar mais tranquilo à consulta. E se puder continuar ouvindo, enquanto estiver na cadeira do dentista, melhor ainda”, acrescenta a psicóloga.

É incrível a nossa capacidade mental, né não? Somos capazes de fazer tantas coisas maravilhosas, por nós e em benefício do outro também. Porque felicidade boa é aquela que desperta o sorriso de um monte de gente, além do seu. Se você quer saber mais sobre esse tema, deixo aqui embaixo uns links bem legais. E basta fazer uma busca na internet, que você encontra muita coisa bacana sobre Ancoragem. Ah, só mais uma coisa. Alessandra Reis é do nosso time de Psicólogas que estão 24 horas online no seu ClinApp. É só baixar o aplicativo, clicar em Doutor Clin e pronto. Sua saúde mental vai agradecer.…

Às vezes se prender a uma âncora é mergulhar em um mar de infinitas possibilidades.

Ancoragem? Já ouviu falar? É uma técnica da Programação Neuro Linguística (PNL) que tem conquistado vários adeptos, atualmente. Deixa eu tentar explicar de maneira simples. O termo ‘Ancoragem’, vem mesmo de âncora, aquela que segura o navio em um determinado lugar. A PNL diz que, naturalmente, o cérebro da gente já cria âncoras mentais, de forma automática. Por exemplo: você está dirigindo seu carro e percebe a luz vermelha do sinal de trânsito. O que você tende a fazer, de forma imediata, sem nem pensar? Frear, né? Aquele estímulo te leva a esse pensamento e reflexo. Mas, estudos mostram que a gente pode programar o cérebro com as âncoras que a gente quiser.

De acordo com com a Psicóloga Alessandra Reis, “Ancoragem seria uma técnica de programação mental feita por meio de exercícios mentais, ligados a estímulos específicos, capazes de ligar situações a sentimentos. É como você pegar sua música favorita, colocar pra tocar e começar a criar imagens e sensações boas, enquanto ouve. Você faz isso, uma, duas, três vezes por dia até o cérebro registrar, ou seja, criar uma âncora e toda vez que você ouvir essa música, vai sentir aquelas mesmas sensações prazerosas”, explica.

Ainda segundo Alessandra, a prática da ancoragem é muito utilizada em situações que possam trazer estresse. “Ir ao dentista, por exemplo. Pra muitas pessoas, independente de serem crianças ou adultos, ter que ir a uma clínica cuidar dos dentes é uma situação que traz tensão e alto nível de estresse. Lançar mão de uma âncora nesse momento, poderia aliviar. No caminho para o consultório, você vai ouvindo aquela música que você gosta e que te remete (depois de treinos) a sentimentos bons, prazerosos e relaxantes. A tendência é você chegar mais tranquilo à consulta. E se puder continuar ouvindo, enquanto estiver na cadeira do dentista, melhor ainda”, acrescenta a psicóloga.

É incrível a nossa capacidade mental, né não? Somos capazes de fazer tantas coisas maravilhosas, por nós e em benefício do outro também. Porque felicidade boa é aquela que desperta o sorriso de um monte de gente, além do seu. Se você quer saber mais sobre esse tema, deixo aqui embaixo uns links bem legais. E basta fazer uma busca na internet, que você encontra muita coisa bacana sobre Ancoragem. Ah, só mais uma coisa. Alessandra Reis é do nosso time de Psicólogas que estão 24 horas online no seu ClinApp. É só baixar o aplicativo, clicar em Doutor Clin e pronto. Sua saúde mental vai agradecer.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.