Desperta seu sorriso saudável

Muitas empresas já implantaram o home office de maneira definitiva no dia a dia. Algumas áreas, inclusive, nunca imaginaram que funcionariam tão bem com o teletrabalho, até serem surpreendidas com a operação rodando direitinho com os colaboradores em casa. Outros departamentos descobriram que já podiam até ter adotado a prática desde sempre, mas a gente e nosso teimoso tradicionalismo do velho: “time que tá ganhando não se mexe”, aliado àquele papo de ter que ficar sob o olhar do chefe pra funcionar, foi deixando os anos passarem, tudo evoluir, menos o trabalho dentro do escritório. Mas agora tudo mudou. Que bom!



Apesar da pandemia da Covid-19 já fazer parte da nossa vida, aqui no Brasil, há mais de quatro meses, muitas coisas só estão começando a fazer sentido e se organizar agora. E essa nova forma de trabalhar ainda tem vários detalhes que estamos descobrindo aos poucos. De repente a casa passou a ser o escritório e enquanto estamos numa reunião super importante, o cachorro faz xixi no lugar errado, o filho cai e chora, o interfone toca, o vizinho resolve ouvir a música preferida nas alturas e a amiga chega querendo desabafar, bem na hora que o chefe pergunta: “E aí, Maria, qual a sugestão?”. Além disso, a cadeira que você escolheu não é a ideal, nem a mesa que, pra completar, tá cheia de coisas totalmente desnecessárias a sua atividade. “Da noite pro dia as pessoas trocaram um ambiente totalmente projetado pra elas, dentro das empresas, pelas instalações da sua própria casa, antes um lugar associado ao descanso pós trabalho. E o que era o seu cantinho particular, virou seu habitat profissional. E essa não é uma adaptação fácil, sabe? Porque não é apenas uma alteração física, precisa ser uma reconfiguração mental também. Só assim é possível separar as coisas, evitar os excessos e, acima de tudo,  manter o equilíbrio”, explica a psicóloga Alessandra Reis, do nosso time de terapeutas online no ClinApp.



 E, pelo que temos observado, parece ser mesmo essa dificuldade apontada por Alessandra, o grande “X” da questão, quando falamos em home office. Por isso a organização de uma rotina e de todo o ambiente é fundamental pra conseguir manter o bem-estar e a produtividade durante o teletrabalho. “Uma boa dica é estabelecer um local pra ser o seu lugar durante o horário do expediente. De preferência que não seja o sofá da sala, muito menos a cama. Esses lugares são associados ao descanso do corpo e da mente, e é importante manter isso. O ideal é encontrar um espaço que ofereça privacidade e seja confortável. Eleja esse ambiente como o seu local pras atividades corporativas e, se houver possibilidade, decore de forma que traga leveza e harmonia ao ambiente”, sugere a psicóloga. 



E é aí que entra a parte que a gente ama, né? Deixar um cantinho bem lindo e agradável pra trabalhar. Uma boa dica é manter plantinhas, de fácil cuidado, claro, que decoram e trazem leveza ao espaço. Porta-retratos com pessoas queridas, família, amigos e…

Acorda, toma banho, troca de roupa, toma café e… Senta na sala pra trabalhar.

Muitas empresas já implantaram o home office de maneira definitiva no dia a dia. Algumas áreas, inclusive, nunca imaginaram que funcionariam tão bem com o teletrabalho, até serem surpreendidas com a operação rodando direitinho com os colaboradores em casa. Outros departamentos descobriram que já podiam até ter adotado a prática desde sempre, mas a gente e nosso teimoso tradicionalismo do velho: “time que tá ganhando não se mexe”, aliado àquele papo de ter que ficar sob o olhar do chefe pra funcionar, foi deixando os anos passarem, tudo evoluir, menos o trabalho dentro do escritório. Mas agora tudo mudou. Que bom!

Apesar da pandemia da Covid-19 já fazer parte da nossa vida, aqui no Brasil, há mais de quatro meses, muitas coisas só estão começando a fazer sentido e se organizar agora. E essa nova forma de trabalhar ainda tem vários detalhes que estamos descobrindo aos poucos. De repente a casa passou a ser o escritório e enquanto estamos numa reunião super importante, o cachorro faz xixi no lugar errado, o filho cai e chora, o interfone toca, o vizinho resolve ouvir a música preferida nas alturas e a amiga chega querendo desabafar, bem na hora que o chefe pergunta: “E aí, Maria, qual a sugestão?”. Além disso, a cadeira que você escolheu não é a ideal, nem a mesa que, pra completar, tá cheia de coisas totalmente desnecessárias a sua atividade. “Da noite pro dia as pessoas trocaram um ambiente totalmente projetado pra elas, dentro das empresas, pelas instalações da sua própria casa, antes um lugar associado ao descanso pós trabalho. E o que era o seu cantinho particular, virou seu habitat profissional. E essa não é uma adaptação fácil, sabe? Porque não é apenas uma alteração física, precisa ser uma reconfiguração mental também. Só assim é possível separar as coisas, evitar os excessos e, acima de tudo,  manter o equilíbrio”, explica a psicóloga Alessandra Reis, do nosso time de terapeutas online no ClinApp.

 E, pelo que temos observado, parece ser mesmo essa dificuldade apontada por Alessandra, o grande “X” da questão, quando falamos em home office. Por isso a organização de uma rotina e de todo o ambiente é fundamental pra conseguir manter o bem-estar e a produtividade durante o teletrabalho. “Uma boa dica é estabelecer um local pra ser o seu lugar durante o horário do expediente. De preferência que não seja o sofá da sala, muito menos a cama. Esses lugares são associados ao descanso do corpo e da mente, e é importante manter isso. O ideal é encontrar um espaço que ofereça privacidade e seja confortável. Eleja esse ambiente como o seu local pras atividades corporativas e, se houver possibilidade, decore de forma que traga leveza e harmonia ao ambiente”, sugere a psicóloga. 

E é aí que entra a parte que a gente ama, né? Deixar um cantinho bem lindo e agradável pra trabalhar. Uma boa dica é manter plantinhas, de fácil cuidado, claro, que decoram e trazem leveza ao espaço. Porta-retratos com pessoas queridas, família, amigos e até com lembrança de momentos que tragam alegria e paz de espírito pra você, também é uma ótima ideia. Ah, a cor do ambiente pode fazer uma enorme diferença sabia?  Clica em https://bityli.com/aQucE  e dá uma olhada nessa matéria sobre a influência das cores nos ambientes de trabalho. Mas claro, isso tudo é caso você consiga fazer uma adaptação desse tipo, tá? Pode ser que, nesse momento, você precise mesmo improvisar e daí mudar as cores das paredes, portas etc não caiba no orçamento nem na atual situação. Tudo bem também. Vai fazendo do jeito que dá. Transformando o que for possível transformar, conversando com as pessoas de casa pra que todos estejam conectados na mesma realidade. Mais do que nunca é um momento da família se ajudar, se amparar, dialogar, pensar, repensar, acolher, ceder, ponderar, desaprender velhos padrões, aprender outros e seguir evoluindo.

A gente sabe que tudo isso, não raro, acaba despertando uma ansiedade grande. E o que mais vimos durante o isolamento foram dicas de aplicativos de meditação ou lives com pessoas ensinando a prática que busca reconectar corpo e mente, pra garantir o equilíbrio e conseguir da conta de tudo. Faz uma busca que você encontra rapidinho. Mas não esquece que nosso ClinApp, além de dentistas online 24 horas pra atender nossos beneficiários, também tem um time de médicos e psicólogos pra acalmar seu coração e te ajudar a manter a saúde física e mental, no meio desse turbilhão.  

O mundo durante a pandemia não está sendo nada fácil. O planeta pós-pandemia é incerto. O que temos é o agora e a nossa realidade possível. Cabe a gente fazer desse ‘possível’ a melhor versão de tudo que queremos construir e deixar pras novas gerações. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.