Categoria: Dicas de Saúde

Todo mundo sabe da importância de cuidar da saúde, né verdade? Cada vez mais as pessoas estão se conscientizando que alimentação saudável e exercícios físicos formam uma dupla imbatível quando o assunto é viver mais e melhor. Mas não é só isso. Há inúmeros fatores que impactam, diretamente, na qualidade de vida de cada um de nós. A atenção que você dá a sua higiene bucal, por exemplo, pode prevenir, ou não, uma série de doenças ou contratempos que impactam na saúde do nosso corpo. Não negligenciar aquela dorzinha de dente, aquela cárie que pede uma ida ao dentista, mas sempre fica pra depois, aquele mau hálito que uma pastilha segue resolvendo enquanto você aprende a conviver com ele, tudo isso pode significar ou ser a porta de entrada de várias doenças, sabia? Mas isso é assunto pra outro post.
Agora vamos falar sobre um cuidado que tem sido motivo de muitas enfermidades: a saúde mental. Quem nunca ouviu a frase: “mente sã, corpo são”? É exatamente isso. Não adianta cuidar só do corpo, se a alma não vai bem.  Nos últimos anos, têm aumentado os casos de transtornos mentais ao redor do mundo. E a incidência desses transtornos também atinge, em grande escala, a população brasileira. Um levantamento feito pela Vittude, plataforma online voltada à saúde mental, comprovou que cerca de 86% dos brasileiros sofrem com algum tipo de transtorno psicológico, colocando em risco a saúde das pessoas.
Mas o que é saúde mental? Segundo a OMS, é um estado de bem-estar em que o indivíduo consegue, apesar das dificuldades do dia a dia, se sentir bem em relação a si mesmo e às pessoas ao seu redor. Além de ser produtivo e contribuir positivamente com a sociedade.
Quando alguma condição psicológica afeta o humor, a concentração ou o comportamento das pessoas, é possível que ali haja algum tipo de transtorno. Como, por exemplo, depressão e ansiedade, que, atualmente, são as doenças que mais afetam a população. Contudo, é de extrema importância que o diagnóstico seja feito por um profissional, pois só ele poderá mostrar os tratamentos e/ou medicamentos adequados. É aí que entram os psicólogos e psiquiatras. Muita gente ainda tem resistência pra buscar ajuda desses dois profissionais. O preconceito tem levado a negligenciar uma tristeza que não passa ou aquelas crises que fazem o coração acelerar do nada. Tudo por achar que quem vai ao psicólogo é louco, gente problemática e por aí vai uma série de bobagens que têm feito o mundo adoecer. Agora, por exemplo, com essa pandemia do coronavírus. Além do medo de ser infectado, o isolamento social, recomendado pelos especialistas, pode ser um gatilho para o surgimento de transtornos mentais. Por isso fique atento aos sinais que seu corpo e sua mente dão e avalie se você necessita de um acompanhamento profissional.    Ah, e se quiser falar com um médico ou um psicólogo sobre isso, basta acessar o ClinApp e clicar em Doutor Clin, que eles estão lá, disponíveis 24 horas pra te atender. Porque…

Saúde 360º

Todo mundo sabe da importância de cuidar da saúde, né verdade? Cada vez mais as pessoas estão se conscientizando que alimentação saudável e exercícios físicos formam uma dupla imbatível quando o assunto é viver mais e melhor. Mas não é só isso. Há inúmeros fatores que impactam, diretamente, na qualidade…

Saiba mais
Eu já perdi as contas de quantas vezes eu disse a vocês que saúde começa pelo boca, não foi? Só que, infelizmente, muitos ainda não acreditam nisso, mas a verdade é que os cuidados com boca contribuem diretamente para o bom funcionamento do organismo. Entretanto, nos últimos dias temos visto um grande aumento no número de casos da COVID-19 no País. Porém, a doença causada pelo novo coronavírus é apenas uma das infecções que têm como porta de entrada, também, a boca das pessoas.
Além dos vírus, fungos e bactérias quando entram no organismo, por ingestão ou pela circulação sanguínea, podem causar um desequilíbrio no funcionamento dos órgãos. Ocasionando vários tipos de doenças como, gastrite, endocardite inflamatória e até mesmo partos prematuros.



As consequências podem ser graves. Podendo, inclusive, levar o paciente a tratamentos mais complexos ou até mesmo a morte. Portanto, a prevenção é de extrema importância. Quando o assunto é nossa saúde, não podemos vacilar. Outra medida que pode nos ajudar a combater as infecções é a conscientização. Quando ajudamos uns aos outros a chance da gente superar períodos como o que estamos vivendo aumentam ainda mais. E não esqueçam nunca: Saúde começa pela boca sim! Então nada de levar a mão até ela sem higienizar antes, hein!


…

INFECÇÃO BUCAL PODE FAZER MAL A OUTROS ÓRGÃOS DO CORPO

Eu já perdi as contas de quantas vezes eu disse a vocês que saúde começa pelo boca, não foi? Só que, infelizmente, muitos ainda não acreditam nisso, mas a verdade é que os cuidados com boca contribuem diretamente para o bom funcionamento do organismo. Entretanto, nos últimos dias temos visto…

Saiba mais
Opinião e informação disponíveis em áudio a qualquer horário. Esse é o objetivo do podcast! Um tipo de programa de rádio on-line que você pode escolher o tema que preferir escutar. E como a Clin é uma empresa que promove saúde, já vamos indicar alguns podcasts para você escutar, tirar dúvidas ou matar alguma curiosidade! Fique ligado sempre porque saúde é muito importante e conhecimento nunca é demais!

Conheça os canais de podcast abaixo!

1) Saúde em Foco por Luis Fernando Correia (CBN): Saúde é, muitas vezes, uma questão de informação. A proposta do quadro da rádio, disponível em formato podcast, é levar mais informação aos ouvintes de forma simples e esclarecedora.

2) Consultório CBN: Traz sempre em suas pautas médicos que tiram dúvidas sobre doenças, tratamentos e bons hábitos de saúde.

3) Além do Bisturi: O podcast é uma parceria dos doutores Fabio Rieger e Ricardo Schneider para levar mais saúde para as pessoas. Nos seus conteúdos, eles sempre trazem temas para quebrar paradigmas e mitos em relação à saúde e alimentação.…

Mais informação sobre saúde no seu dia a dia

Opinião e informação disponíveis em áudio a qualquer horário. Esse é o objetivo do podcast! Um tipo de programa de rádio on-line que você pode escolher o tema que preferir escutar. E como a Clin é uma empresa que promove saúde, já vamos indicar alguns podcasts para você escutar, tirar…

Saiba mais
A ciência avança e faz descobertas diariamente. No entanto, não é preciso muito conhecimento científico para saber que sorrir faz um bem danado à saúde. O riso está diretamente ligado à sensação de bem-estar. Para conhecer mais benefícios de dar uma boa risada, várias instituições de ensino estudaram a ação e tiraram as seguintes conclusões:

1-    Você fica mais feliz se sorrir e de bônus ainda fica com o sistema imunológico mais forte – O cérebro é estimulado a liberar endorfina e serotonina ao sorrir. As substâncias são conhecidas como hormônios da felicidade. Estudos apontam que os níveis de cortisol e adrenalina, ambos relacionados a stress, caem. Isso faz com que as células de defesa também fiquem mais ativas.

2-    Sorrir emagrece – A Universidade Vanderbilt, localizada no estado do Tennessee concluiu em um estudo que rir de 10 a 15 minutos por dia pode ajudar a queimar até 40 calorias a mais. Pode parecer pouco, mas isso pode te ajudar a queimar até 2 kgs a mais por ano.

3-    Melhora sua capacidade de aprendizado e de memória – Estudo feito por dois pesquisadores da Universidade de Ohio descobriu que ao adicionar humor em aulas on-line, os alunos tiveram um melhor desempenho do que as aulas que não usava e interagiram mais. Outro estudo da Universidade de Loma Linda atestou que gargalhadas ajudam a melhorar a memória de curto prazo.
Em resumo: vamos rir porque, cada vez mais, a gente confirma que é o melhor remédio.…

Estudos mostram que rir traz uma série de benefícios para o corpo

A ciência avança e faz descobertas diariamente. No entanto, não é preciso muito conhecimento científico para saber que sorrir faz um bem danado à saúde. O riso está diretamente ligado à sensação de bem-estar. Para conhecer mais benefícios de dar uma boa risada, várias instituições de ensino estudaram a ação…

Saiba mais
Basta só pensar no barulhinho da broca do dentista que muita gente já se arrepia. O que para alguns é um leve desconforto, para outros pode dar mais do que só nervosismo e acabar desencadeando crises de pânico. Pesquisadores da start up de produtos dentários, Hello Products, fizeram um estudo nos Estados Unidos e descobriram que 6 entre cada 10 adultos americanos tem medo demais para se consultar com o dentista.

Não há uma conduta única e específica. No entanto, especialmente quando o paciente é uma criança, pode ser uma boa ideia o dentista mostrar o consultório ao pequeno. É compreensível que os pequeninos estranhem o ambiente, já que, em virtude da idade, eles devem ter ido poucas vezes ou nunca tenham ido a uma clínica odontológica. Por isso, nas primeiras consultas é importante mostrar os utensílios que serão utilizados e os aparelhos para a criança poder se acostumar com o espaço e com a consulta.

Outra técnica, desta vez psicológica, que pode ajudar adultos que tem fobia de dentista é a dessensibilização sistemática. É uma terapia de exposição gradual em que o paciente é exposto pouco a pouco ao estímulo causador do medo. Ao mesmo tempo, em que ele é induzido a ficar relaxado. Esta técnica, inclusive, pode ser usada para tratar diversos traumas.

E você, paciente, se sentir ansiedade ou medo, seja por causa do barulho do equipamento odontológico, sabor de sangue na boca ou outro motivo sinalize para o seu dentista. Dessa maneira, ele poderá aplicar alguma técnica para aliviar o medo ou indicar uma solução. Além disso, criará uma relação de confiança que pode facilitar a continuidade de qualquer tratamento. Garantindo, desta maneira, a sua saúde bucal.…

Conheça algumas técnicas para ajudar a combater o medo de dentista

Basta só pensar no barulhinho da broca do dentista que muita gente já se arrepia. O que para alguns é um leve desconforto, para outros pode dar mais do que só nervosismo e acabar desencadeando crises de pânico. Pesquisadores da start up de produtos dentários, Hello Products, fizeram um estudo…

Saiba mais