Desperta seu sorriso saudável

Você sabia que o cigarro está conectado com mais de 50 enfermidades? A informação é do Instituto Nacional do Câncer (Inca) que aponta a dependência em nicotina como uma doença que pode desencadear várias outras como: cânceres, problemas no aparelho respiratório e cardiovascular.

O dia 29 de agosto é marcado como o Dia Nacional de Combate ao Fumo. É um alerta para o mal que o tabaco provoca, em especial, a influência direta no desenvolvimento do câncer de boca que representa 90% dos cânceres de bucais diagnosticados.

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o oitavo no ranking de países com maior quantidade de fumantes. No total, temos cerca de 18 milhões viciados em nicotina, sem contar com os fumantes passivos que são afetados diretamente pelos efeitos do cigarro. Além disso, para quem fuma, as consequências começam a ser sentidas muito antes de uma doença mais séria se manifestar. Envelhecimento precoce das células do corpo, impotência sexual e infertilidade, especialmente em mulheres, são alguns dos sintomas que podem surgir.

Mas temos uma boa notícia. Em pesquisa divulgada em maio de 2019 pelo Ministério da Saúde ficou registrado que, nos últimos 12 anos, o número de fumantes brasileiros reduziu em 40%. O dado é importante, mas a realidade ainda é alarmante e por isso, chamar a atenção dos malefícios do cigarro ainda se faz necessário. Segundo a OMS, mais de oito milhões de pessoas morrem por ano, em todo mundo, em decorrência do tabagismo. Deste número, cerca de 1.2 milhão deste quantitativo são de vítimas do fumo passivo.

Por isso, fique esperto e aproveite a data para chamar a atenção daquele familiar ou amigo que ainda fuma. Todo cuidado contra esse vilão é pouco.…

O vilão que vira fumaça

Você sabia que o cigarro está conectado com mais de 50 enfermidades? A informação é do Instituto Nacional do Câncer (Inca) que aponta a dependência em nicotina como uma doença que pode desencadear várias outras como: cânceres, problemas no aparelho respiratório e cardiovascular. O dia 29 de agosto é marcado como…

Saiba mais
A ciência avança e faz descobertas diariamente. No entanto, não é preciso muito conhecimento científico para saber que sorrir faz um bem danado à saúde. O riso está diretamente ligado à sensação de bem-estar. Para conhecer mais benefícios de dar uma boa risada, várias instituições de ensino estudaram a ação e tiraram as seguintes conclusões:

1-    Você fica mais feliz se sorrir e de bônus ainda fica com o sistema imunológico mais forte – O cérebro é estimulado a liberar endorfina e serotonina ao sorrir. As substâncias são conhecidas como hormônios da felicidade. Estudos apontam que os níveis de cortisol e adrenalina, ambos relacionados a stress, caem. Isso faz com que as células de defesa também fiquem mais ativas.

2-    Sorrir emagrece – A Universidade Vanderbilt, localizada no estado do Tennessee concluiu em um estudo que rir de 10 a 15 minutos por dia pode ajudar a queimar até 40 calorias a mais. Pode parecer pouco, mas isso pode te ajudar a queimar até 2 kgs a mais por ano.

3-    Melhora sua capacidade de aprendizado e de memória – Estudo feito por dois pesquisadores da Universidade de Ohio descobriu que ao adicionar humor em aulas on-line, os alunos tiveram um melhor desempenho do que as aulas que não usava e interagiram mais. Outro estudo da Universidade de Loma Linda atestou que gargalhadas ajudam a melhorar a memória de curto prazo.
Em resumo: vamos rir porque, cada vez mais, a gente confirma que é o melhor remédio.…

Estudos mostram que rir traz uma série de benefícios para o corpo

A ciência avança e faz descobertas diariamente. No entanto, não é preciso muito conhecimento científico para saber que sorrir faz um bem danado à saúde. O riso está diretamente ligado à sensação de bem-estar. Para conhecer mais benefícios de dar uma boa risada, várias instituições de ensino estudaram a ação…

Saiba mais
A indústria cinematográfica sempre faz um recorte da realidade para trabalhar em seus roteiros, não é? É nesse contexto que os dentistas, figura constante no dia a dia das pessoas, entram nas grandes produções. E, por vezes, com destaque, valorizando o cuidado com a saúde bucal e o sorriso. Para conferir alguns filmes que a profissão aparece com mais destaque, veja abaixo a lista. Assista quando puder! Essas indicações valem a pena para se divertir.

1 – Maldita Sorte – Para quem ama comédia romântica, esse filme é uma excelente indicação! O enredo começa com o personagem principal, Charlie, aos 10 anos, e quando ele se recusa a beijar uma garota em uma brincadeira. Vingativa, ela o amaldiçoa. 15 anos depois, Charlie é um bem sucedido dentista, que em uma festa de casamento de uma ex-namorada, descobre que a maldição lançada pegou. Ou seja, todas as garotas com que ele se relacionou, depois dele encontraram, no namorado seguinte, o amor verdadeiro.

2 – Procurando Nemo – Filme super popular entre crianças e adultos, conta a história de superação entre pai e filho. O conto lúdico camufla várias questões como deficiência e a perda de entes queridos. No meio da aventura, Nemo é capturado e vira um peixe de aquário em um consultório odontológico em Sydney, Austrália. Cabe ao seu pai, Marlin, um peixe-palhaço encarar a ação de resgatá-lo.

3 – A Fantástica Fábrica de Chocolates (2005) – O filme, dirigido por Tim Burton, se diferenciou um pouco da primeira versão por mostrar mais da história do personagem Willy Wonka, dono da fábrica. Em partes do filme, mostra lembranças da infância do proprietário. Nas cenas, mostra que ele usava aparelho ortodôntico, colocado pelo seu pai, dentista, que não o permitia comer doces. E que só quando cresceu, Wonka montou a indústria de chocolates. A chegada de Charlie, uma das crianças que ganhou o ticket que dava o direito de conhecer a fábrica, ajuda a reaproximar pai e filho. Vale assistir!

Bônus: Friends – Não é filme, mas é uma série das boas! Nas primeiras temporadas de Friends, Barry Farber é o ex-noivo da personagem Rachel Green é dentista e protagoniza cenas engraçadas em alguns episódios.
Lembra de mais filmes legais em que um dentista é parte fundamental da trama? Então comenta com a gente! O mais bacana é ver que esta profissão tão importante tem lugar cativo em Hollywood e no cotidiano das pessoas.…

Dentistas nas telonas hollywoodianas

A indústria cinematográfica sempre faz um recorte da realidade para trabalhar em seus roteiros, não é? É nesse contexto que os dentistas, figura constante no dia a dia das pessoas, entram nas grandes produções. E, por vezes, com destaque, valorizando o cuidado com a saúde bucal e o sorriso. Para…

Saiba mais
Basta só pensar no barulhinho da broca do dentista que muita gente já se arrepia. O que para alguns é um leve desconforto, para outros pode dar mais do que só nervosismo e acabar desencadeando crises de pânico. Pesquisadores da start up de produtos dentários, Hello Products, fizeram um estudo nos Estados Unidos e descobriram que 6 entre cada 10 adultos americanos tem medo demais para se consultar com o dentista.

Não há uma conduta única e específica. No entanto, especialmente quando o paciente é uma criança, pode ser uma boa ideia o dentista mostrar o consultório ao pequeno. É compreensível que os pequeninos estranhem o ambiente, já que, em virtude da idade, eles devem ter ido poucas vezes ou nunca tenham ido a uma clínica odontológica. Por isso, nas primeiras consultas é importante mostrar os utensílios que serão utilizados e os aparelhos para a criança poder se acostumar com o espaço e com a consulta.

Outra técnica, desta vez psicológica, que pode ajudar adultos que tem fobia de dentista é a dessensibilização sistemática. É uma terapia de exposição gradual em que o paciente é exposto pouco a pouco ao estímulo causador do medo. Ao mesmo tempo, em que ele é induzido a ficar relaxado. Esta técnica, inclusive, pode ser usada para tratar diversos traumas.

E você, paciente, se sentir ansiedade ou medo, seja por causa do barulho do equipamento odontológico, sabor de sangue na boca ou outro motivo sinalize para o seu dentista. Dessa maneira, ele poderá aplicar alguma técnica para aliviar o medo ou indicar uma solução. Além disso, criará uma relação de confiança que pode facilitar a continuidade de qualquer tratamento. Garantindo, desta maneira, a sua saúde bucal.…

Conheça algumas técnicas para ajudar a combater o medo de dentista

Basta só pensar no barulhinho da broca do dentista que muita gente já se arrepia. O que para alguns é um leve desconforto, para outros pode dar mais do que só nervosismo e acabar desencadeando crises de pânico. Pesquisadores da start up de produtos dentários, Hello Products, fizeram um estudo…

Saiba mais
A educação é um grande aliado em qualquer fase do desenvolvimento de uma pessoa. Na infância, então, quando o indivíduo está desenvolvendo personalidade, hábitos e traços de caráter, nem se fala.
Utilizando elementos lúdicos é possível prevenir males que atingem a saúde bucal, o medo do dentista e estimular o gosto por escovar os dentinhos, cultivando o sorriso saudável.
Para ajudar com esse tema, confira abaixo alguns livros que podem ajudar a trabalhar a temática com os pequenos:
1)    Quem tem medo de dentista? – Fanny Jole e Jean Nöel Rochut
Sinopse: É difícil ficar tranquilo em um cenário de fios retorcidos, brocas, alicates assustadores e dentaduras expostas. Este livro faz parte da série “Quem tem medo…” e ajuda a desmistificar os medos mais comuns na infância.
2)    E o dente ainda doía – Ana Terra
Sinopse: Jacaré gosta de tomar banho de sol, folgado e largado. Mas este não conseguia descansar com uma tremenda dor de dente que lhe deu… Ah, coitado do jacaré! Vieram coelhos, sapos, ratos, tatus, toupeiras, patinhos e outros bichos para ajudar… Mas, e o dente? O dente ainda doía! Descubra como essa história vai acabar com este livro que brinca com os números, em ritmo de lengalenga e bastante diversão!
3)    Crocodilo e o dentista – Taro Gomi
Sinopse: O Crocodilo não queria parar de brincar, mas precisa se cuidar: está com dor de dente! No consultório, dentista e crocodilo se trombam, com medo e respeito. O que um diz, o outro repete. Como será que eles vão se sair?
4)    Billie B. Brown, Meu dente caiu! – Sally Rippin
Sinopse: Você tem um dente mole na boca? Billie tinha um e estava ansiosa esperando que ele caísse. Todos acharam graça e se ofereceram para ajudar. O pai queria puxar o dente com um barbante. O melhor amigo dela, o Jack, sugeriu que ela mordesse uma maçã. Porém não foi preciso nada disso: bastou uma queda no recreio e lá se foi o dente voando para o chão! Empolgada, ela nem se preocupou com os joelhos machucados, só pensava na linda moeda dourada que ganharia da Fada do Dente! Mas, de repente, que susto! O dente sumiu! Procura daqui, dali e nada! Billie estava muito preocupada, pois agora a fada certamente não viria. Mas ela é uma garota muito esperta e logo tem uma grande ideia. O que será que a sardenta (e agora banguela) Billie B. Brown vai fazer? Ela conseguirá sua valiosa moeda? Venha logo descobrir!
5)    O menino que detestava escovar os dentes – Zehra Hicks
Sinopse: “Billy odeia escovas de dentes, por isso, sempre está com os dentes sujos! Ainda mais quando pode fazer tantas outras coisas, em vez de escovar os dentes… Mas Billy nunca havia visto uma escova brilhante antes. Tantas coisas legais que você pode fazer com ela! Mas, será que uma dessas coisas é escovar os dentes? “…

Livros que ajudam as crianças a cuidarem mais dos dentinhos

A educação é um grande aliado em qualquer fase do desenvolvimento de uma pessoa. Na infância, então, quando o indivíduo está desenvolvendo personalidade, hábitos e traços de caráter, nem se fala. Utilizando elementos lúdicos é possível prevenir males que atingem a saúde bucal, o medo do dentista e estimular o gosto…

Saiba mais